História de uma crise: a crítica de cinema na esfera pública virtual

Rodrigo Carreiro

Resumo


Graças às condições de produção e circulação de conteúdo informativo, proporcionadas pela evolução tecnológica da Internet, a versão virtual e cibernética do conceito de esfera pública (Eagleton, 1991) começa a ganhar contornos mais concretos. Este artigo pretende analisar este fenômeno, tomando como objeto de estudo a crise observada na crítica de cinema contemporânea. Parte-se da hipótese de que a crítica atual passa por uma migração, mudando-se da mídia clássica (jornais, revistas, emissoras de rádio e televisão) para o ciberespaço, onde pode resgatar pelo menos uma parte de sua função social de resistência cultural. Esta alteração de território possui, porém, um aspecto negativo, que é a padronização dos discursos gerados pelos críticos, em parte graças à circulação veloz e ilimitada de conteúdo gerada pela Web.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/1809-9386contemporanea.v7i2.3642