Binge-watching is the new black: as novas formas de espectatorialidade no consumo de ficção seriada televisiva // Binge-watching is the new black: the new forms of spectatorship in the consumption of television serial fiction

Mayka Castellano, Melina Meimaridis

Resumo


Neste artigo, discutimos as possíveis implicações da prática de binge-watching de séries ficcionais televisivas, considerando o novo cenário de produção, distribuição e consumo de séries. O atual contexto é marcado por um maior controle do espectador, que, em serviços como a Netflix, não precisa lidar com o tradicional cadenciamento oferecido pelas emissoras. Assim, a prática é analisada tendo em vista seu impacto na espectatorialidade e na construção narrativa das séries televisivas americanas. Além de realizarmos uma revisão bibliográfica, desenvolvemos uma pesquisa junto aos fãs da série Orange is the new black, de forma a comprovar determinadas tendências de consumo de séries originalmente pensadas para o streaming e sua estreita relação com o binge-watching.

Palavras-chave


Binge-watching; séries; Netflix; fãs; Orange is The New Black

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/contemporanea.v16i3.24572