O Metrô de São Paulo e problema da rede // The São Paulo subway and the problem of network

Janice Caiafa

Resumo


RESUMO
Iniciamos explorando alguns aspectos da mobilidade na grande metrópole de São Paulo e apontamos o papel importante do metrô como transporte de massa e organizador do transporte coletivo na cidade. Mostramos que definir o metrô como rede é, em alguma medida, concebê-lo como meio de comunicação: um conjunto de pontos interligados que funciona mobilizando circuitos comunicacionais de interfaces humanas e maquínicas. Em seguida, procuramos compreender — a partir de resultados de pesquisa etnográfica e de uma discussão sobre características das infraestruturas urbanas — os impactos que a implementação da Linha 4-Amarela, de condução totalmente automática e operação privada, tem trazido para o metrô paulista, sobretudo ao interferir, de diversas maneiras, em seu aspecto de rede.

ABSTRACT
In this work we explore a few aspects of the problem of mobility in the great metropolis of São Paulo, pointing out that the subway has been playing an important role in the general organization of public transit in the city. We indicate that defining the subway as network is, to a certain extent, to conceive it as a means of communication: an ensemble of interconnected points that works through communicative circuits of both human and machinic interfaces. Subsequently, we search to understand — relying on results of an ethnographic research, and along a discussion on characteristics of urban infrastructures — the impacts of the implementation of Line 4-Amarela, fully automatic and operated by the private sector, on São Paulo subway, specially as it interferes, in various ways, in its network properties.

Palavras-chave


Palavras-chave: Processos comunicacionais; Metrô (São Paulo); Rede Keywords: Communicative Processes; Subway (São Paulo); Network

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/1809-9386contemporanea.v14i2.16953