Mulher na Mídia: uma análise crítica das abordagens sobre casos de violência contra mulher em jornais do Maranhão

Geysa Fernandes Ribeiro

Resumo


Neste trabalho temos a preocupação de analisar criticamente as abordagens dos jornais maranhenses “O Estado” e “Jornal Pequeno” sobre os casos de violência contra as mulheres nos anos de 2013 a 2015, avaliando 307 reportagens. Além disso, pretendemos identificar como a imagem da mulher é construída pela mídia, verificar os discursos utilizados nos jornais ao relatar casos de violência contra a mulher, discutir a relevância dada a esses tipos de violência e destacar a frequência com que os jornais reservam espaços para comunicar as formas de denúncia em situações que envolvem violência à mulher. Para tanto, foi utilizado o método de abordagem dialético, que considera que os fatos não podem ser considerados fora do seu contexto social. Nesta pesquisa discutimos gênero como uma categoria que é construída socialmente e sua relação com o fenômeno da violência. Destacamos o espaço de poder ocupado pela mídia, mostrando como esta pode construir o discurso da violência e ser até certo ponto conivente com tipos de violação.  A partir das análises realizadas, é possível constatar que há nas notícias publicadas nos jornais impressos mais destaque às imagens do que à contextualização dos fatos. Dessa forma, podemos perceber que: os casos de violência contra as mulheres estão na sua grande maioria nas páginas policiais dos jornais; mesmo quando uma notícia não se refere exclusivamente a uma prática feminina é a figura da mulher que é colocada em evidência; os discursos utilizados para falar sobre a violência contra a mulher é meramente descritivo; só são temas de reportagens as violências físicas e sexuais; e não há nos casos de violência, informações sobre as leis e políticas públicas que podem assegurar as mulheres em situação de violência. De modo geral, os jornais têm sido um espaço muito mais comercial do que propriamente informativo.

Palavras- chave: Mulher, Violência e Mídia


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cgd.v3i1.22247



Direitos autorais 2017 Cadernos de Gênero e Diversidade

 Cadernos GenDiv, Salvador, BA, Brasil. e-ISSN: 2525-6904

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.