Chamada para Dossiê Temático - Gênero, sexualidade e outras diferenças nos interiores nordestinos

Thiago Barcelos Soliva, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (CCS-UFRB)

Patrícia Rosalba Salvador Moura Costa, Universidade Federal de Sergipe- Campus do Sertão

 

Nos últimos anos temos assistido a um crescimento expressivo das produções científicas que se dedicam a analisar a maneira como o cruzamento de distintos eixos de diferenciação e desigualdades produzem e expõem formas de classificação de sujeitos, desejos, erotismos, desvantagens, violências e agenciamentos. Muitas dessas pesquisas têm se concentrado nos grandes centros urbanos brasileiros, onde, também, se destacam a presença de núcleos, pesquisadoras/es e linhas de pesquisa relacionadas à consolidação dessa forma de abordagem.

Com a interiorização da educação, especialmente, do ensino superior no Brasil, regiões brasileiras geograficamente distantes dos grandes centros urbanos passaram a receber instituições de ensino que têm produzido um volume significativo de pesquisas nos locais em que estão sediadas. Considerando essa nova geografia da produção intelectual relacionada às teorias interseccionais e a territorialização, este dossiê propõe reunir trabalhos de pesquisadoras e pesquisadores que tomaram os contextos interioranos do Nordeste brasileiro como espaço privilegiado de construção de suas pesquisas. Busca assim refletir como esses territórios estruturam formas específicas de produção das diferenças e desigualdades, e contribuem para dar visibilidades aos problemas de ordem social investigados. Da mesma maneira, interessa conhecer quais as dificuldades e potencialidades encontradas por investigadores/as para realização de suas pesquisas nos diversos interiores do Brasil

Assim, serão bem-vindos trabalhos que se dediquem a compreender como se estabelecem as formas de sociabilidade, os enfrentamentos as violências de gênero, erotismos, formas de classificação, construção e acesso às políticas públicas, agenciamentos, produção de corpos e territórios a partir da confluência de marcadores como raça, classe, gênero, sexualidades, idade, geração e corpo em contextos interioranos nordestinos.

Serão aceitas contribuições até 30/06/2020