Análise da formação específica e pedagógica de um curso de Licenciatura em Química, após reestruturação curricular, na perspectiva dos formandos.

Tiago Teodoro de Lima Souza, Camila Silveira da Silva, Sidineia Barrozo

Resumo


O presente trabalho aborda a perspectiva de licenciandos em Química de duas turmas de formandos de uma universidade pública estadual paulista, sobre a formação específica em Química e a formação pedagógica recebidas no Curso de Licenciatura. Os dados foram obtidos a partir de um questionário aplicado no último semestre letivo das turmas. Os pontos positivos da formação específica destacados foram o aprimoramento intelectual e pessoal; as diversas opções de atuação no mercado de trabalho; a qualificação do corpo docente, dentre outros. Já em relação aos aspectos negativos, as respostas destacaram a Estrutura Curricular; a atuação dos professores; e as aulas de laboratório. Os aspectos positivos da formação pedagógica englobaram a formação teórica na área pedagógica; a prática na formação docente; dentre outros. Os pontos negativos da formação pedagógica envolveram os estágios supervisionados e disciplinas pedagógicas; a falta de informação; a Estrutura Curricular; e o corpo docente.

Palavras-chave


Reestruturação. Licenciatura. Formandos

Texto completo:

PDF