Redes de comércio interno de cativos: organização dos negociantes na segunda metade do século XIX

Rafael da Cunha Scheffer

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir a construção e a organização das redes nacionais de comércio de escravos na segunda metade do século XIX. Buscou-se a compreensão desse comércio na prática, por meio da análise da atuação dos negociantes e das estruturas que usavam para realizar cotidianamente seu comércio. Dessa forma, podem-se perceber as variadas estratégias dos indivíduos que construíram essas transferências e a participação de pequenos e grandes negociantes em diferentes regiões do país.

Palavras-chave


comércio de escravos - negociantes - tráfico interno.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/aa.v0i54.23619

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Afro-Ásia

Afro-Ásia | ISSN 0002-0591 (impresso) | 1981-1411 (online)