Treze anos após a lei 10.639/03: o que os estudantes sabem sobre a história da África? (Ponta Grossa, 2015)

Rubia Caroline Janz, Luis Fernando Cerri

Resumo


Este texto busca refletir sobre a efetivação do ensino de História e Cultura Africana e Afro-Brasileira após 2003. Adotamos como conceitos norteadores a consciência histórica e a cultura histórica, de Jörn Rüsen e Klaus Bergmann. A amostra analisada foi constituída por 254 estudantes ponta-grossenses que responderam a um instrumento com questões fechadas e abertas. Neste texto, são discutidos os resultados referentes especificamente à história da África. A metodologia usada é a estatística descritiva. Os resultados indicam a consecução parcial dos objetivos, com relativa vantagem da amostra de escola privada. Verificou-se ainda que, entre os autodeclarados negros, o alcance dos objetivos revelou-se mais limitado, o que enseja uma reflexão didática adicional para a correção de rumos do processo.

Palavras-chave: didática da história - aprendizagem histórica - história da África - educação étnico-racial.

 

Abstract

This text aims to reflect on the teaching of African and Afro-Brazilian history and culture, after 2003. Historical consciousness and historical culture were stated at this text as guiding concepts, in the theoretical bias of Jörn Rüsen e Klaus Bergmann. The sample consisted of 254 students from the city of Ponta Grossa who answered an instrument with closed and open questions. In this text the results referring specifically to the history of Africa are discussed. The methodology used is descriptive statistics. The results indicate the partial achievement of the objectives, with a relative advantage of the private school sample. It was also verified that among the self-declared blacks the scope of the objectives was more limited, which leads to an additional didactic reflection for the correction of course of the process.

Keywords: history didactics - historical learning - history of Africa - ethnic-racial education.


Palavras-chave


didática da história; aprendizagem histórica; história da África; educação étnico-racial

Texto completo:

PDF

Referências


AMÉRICO, Márcia Cristina. Formação de professores para a implementação da Lei 10.639/2003: O Ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena no Currículo Escolar. Poiésis-Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação, v. 8, n. 14, p. 515 a 534, 2014.

BERGMANN, Klaus. A história na reflexão didática. Revista Brasileira de História, v. 9, n. 19, p. 29-42, 1989.

BENTO, Maria Aparecida Silva. Branquitude e poder: a questão das cotas para

BORGES, Ana Regina Santos. Educação continuada e o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana - um estudo sobre o programa “São Paulo”: educando pela diferença para a igualdade. São Paulo, 2010. Dissertação de Mestrado. PPGE - PUC

_________. Lei nº. 10.639 de 09 de janeiro de 2003. Inclui a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira” no currículo oficial da rede de ensino. Diário Oficial da União, Brasília, 2003.

_________. Parecer nº CNE/CP 003/2004, aprovado em 10 de março de 2004. Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Relatora: Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva. Ministério da Educação. Brasília, julho de 2004.

______. Conselho Nacional de Educação. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Brasília, 2004.

CAMPOS, Paulo Fernando de Souza. O ensino, a História e a Lei 10.639. História & Ensino. Londrina. v. 10, pp. 21 – 40, out. 2004.

CATEN, Artêmio Ten. A prática da educação étnico-racial: um estudo da implantação da Lei Federal 10.639/03 no Paraná a partir do professor como leitor do livro didático público. Cascavel, 2010. 258p. Dissertação de Mestrado. PPGE- UNIOESTE.

FERNANDES, Florestan. O negro no mundo dos brancos. São Paulo: DIFEL, 1971.

FERREIRA, Cléa Maria da Silva. Formação de professores à luz da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana: nova tendência, novos desafios para uma prática reflexiva. Revista ACOALFAplp: Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua portuguesa, São Paulo, ano 3, n. 5, 2008. Disponível em: . Acesso em: 08/01/15.

FREITAS, Patrícia de. A LEI 10.639, O ENSINO DE HISTÓRIA E A CULTURA AFRO-BRASILEIRA. OPSIS, v. 10, n. 1, p. 15-28, 2010

FREITAS, Sandra Ramos de. Formação Continuada de Professores da Rede Estadual do Paraná para o Ensino de História da Cultura Afro-Brasileira e Africana. Curitiba, 2010. 141p. Dissertação de Mestrado. PPGE-PUC.

GARCIA, Alessandra Agenor de Moura; SILVA, Marcio Pereira da; ALEXANDRE, Ivone Jesus. Desafios e perspectivas na formação de professores e a Lei 10.639/03. Eventos Pedagógicos, v. 3, n. 2, p. 282-290, 2012.

GONÇALVES, Leonardo de Oliveira. A Implementação da Lei Federal nº 10639/03 na visão de professores do Ensino Fundamental e Médio. Pesquisa em Pós-graduação - Série Educação, v. 3, n. 6, p. 79-92, 2012.

GONÇALVES, Maria Alice Rezende; PEREIRA, Vinicius Oliveira. O contexto histórico das políticas racializadas e a emergência de novas etnicidades. E a Emergência do discurso “Racializado” no Sistema de Ensino: as possibilidades e desafios da Lei 10639/03. Revista Teias, v. 14, n. 34, p. 33-48, 2013.

JESUS, Fernando Santos. O" negro" no livro didático de história do Ensino Médio e a Lei 10.639/03. História & Ensino, v. 18, n. 1, p. 141-171, 2012.

JODELET, Denise; JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. As representações sociais, p. 17-44, 2001.

KRAUSS, Juliana Souza; ROSA, Julio César da. A importância da temática de História e Cultura Africana e Afro-Brasileira nas escolas. Antíteses, v. 3, n. 6, p. 857-878, 2010.

LIMA, Márcia. Desigualdades raciais e políticas públicas: ações afirmativas no governo Lula. Novos Estudos-CEBRAP. São Paulo, n. 87, p. 77-95, 2010.

MACHADO, Maria Helena Pereira Toledo. “Teremos grandes desastres, se não houver providencias enérgicas imediatas”: a rebeldia dos escravos e a abolição da escravidão. In: GRIMBERG, Keila; SALLES, Ricardo. (org.) O Brasil Imperial v.3: 1870-1889. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009. p.369-400.

MEDEIROS, Angela Cordeiro; DE ALMEIDA, Eduardo Ribeiro. História e cultura afro-brasileira: possibilidades e impossibilidades na aplicação da Lei 10.639/2003. Revista Ágora, Vitória, n. 5, p. 01-12, 2007.

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em psicologia social. Vozes, 2009.

MOTA, EDIMILSON ANTÔNIO. O olhar dos agentes escolares sobre a lei 10.639/03: o desafio da sua implementação. Campos dos Goytacazes, 2009. 149p. Dissertação de Mestrado. PPGPS- Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.

MULLER, Maria Lúcia Rodrigues. Lei 10.639/03 em escolas da Região Centro-Oeste: Elementos que facilitam e que dificultam sua implantação. Revista Teias. v. 14, p. 49-64, 2013.

MÜLLER, Tânia Mara Pedroso. A história que não é contada: narrativas docentes sobre a escolha do livro didático e a lei 10.639/03. Revista Teias, v. 14, n. 34, p. 27, 2013.

OLIVA, Anderson Ribeiro. A história africana nas escolas Brasileiras: Entre o prescrito e o vivido, da legislação educacional aos olhares dos especialistas (1995-2006). História (Franca), v. 28, n. 2, p. 143-172, 2009.

OLIVEIRA, Marli Solange. A representação dos negros em livros didáticos de história: Mudanças e permanências após a promulgação da Lei 10.639/03. Belo Horizonte, 2009. 145p. Dissertação de Mestrado. PPGE – PUCMG.

ONASAYO, Claudemir Figueiredo Pessoa. Fatores obstacularizadores na implementação da Lei 10.639/03 na perspectiva do/as professores/as das escolas públicas estaduais do município de Almirante Tamandaré ‐ PR. Curitiba, 2012. 185p. Dissertação de Mestrado. PPGH- UFPR

PAULA, Benjamin Xavier de; GUIMARÃES, Selva. 10 anos da lei federal nº 10.639/2003 e a formação de professores: uma leitura de pesquisas científicas. Educação e Pesquisa, v. 40, n. 2, p. 435-448, 2014.

PEREIRA, Márcia Moreira; DA SILVA, Neide Cristina. Livros didáticos da Rede Estadual de Educação (São Paulo): a Educação de Jovens e Adultos e a Lei 10.639/03. Revista Ciências Humanas, v. 7, n. 1, pp. 104 – 117, 2014.

RIBEIRO, Mírian Cristina de Moura Garrido. Escravo, africano, negro e afrodescendente: a representação do negro no contexto pós-abolição eo mercado de materiais didáticos (1997-2012). Assis, 2011. 210p. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Ciências e Letras de Assis – Universidade Estadual Paulista.

ROCHA, Luiz Carlos Paixão da. Políticas afirmativas e educação: a lei 10639/03 no contexto das políticas educacionais no Brasil contemporâneo. Curitiba: UFPR, 2006.

RÜSEN, Jörn. Razão histórica. Teoria da História: os fundamentos da ciência histórica, 2001.

_____. ¿Qué es la cultura histórica?: Reflexiones sobre una nueva manera de abordar la historia. Tradução de F. Sánchez Costa e Ib. Schumacher. Original em: FÜSSMANN, K.; GRÜTTER, H.T.; RÜSEN, J. (eds.). Historiche Faszination, Geschichts Kultur Heute. Keulen, Weimar and Wenen: Böhlau, 1994, p.3-26. Disponível em: Acesso em: [10.05.2015].

SANTANA, José Valdir Jesus de; ALVES, Joeslei Santos. Tensões e desafios para a implantação da lei 10.639/03 no município de Itapetinga - BA. Revista África e Africanidades, Rio de Janeiro, ano 2, n. 8, fev. 2010. Disponível em:

. Acesso em: 31 mai. 2014

SANTANA, Moisés de Melo; LUZ, Itacir Marques da; SILVA, Auxiliadora Maria Martins da. Dilemas e aporias subjacentes aos processos de implementação da Lei 10.639/03. Educar em Revista. n. 47, p. 97-110, jan./mar. 2013.

SANTOS, M.; OLIVEIRA, R.; PEIXOTO, V. A relação entre raça e classe na representação sobre o negro no livro didático antes e depois da lei 10.639/03. In: ENCONTRO NORTE/NORDESTE TRABALHO, EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO HUMANA, 3., 2011, Maceió. Anais... Maceió: UFAL, 2011.

SANTOS, Rosemeire dos. A Lei nº 10639/03: entre práticas e políticas curriculares. História & Ensino, v. 16, n. 1, p. 41-59, 2012.

SANTOS, Anderson Oramisio. Formação de professores à luz da história e cultura afro-Brasileira e africana: novos desafios para uma prática reflexiva. Poíesis Pedagógica, v. 11, n. 2, p. 151-170, 2013.

SBERSE, Anete Julia Kornowski. A Lei 10.639/03 e as políticas educacionais: debates e tendências. Passo Fundo, 2012. 111p. Dissertação de Mestrado. PPGE- UPF

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O Espetáculo das Raças – cientistas, instituições e questão racial no Brasil 1870-1930. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SILVA, Iraneide Soares da. AS INQUIETAÇÕES NO CURRÍCULO EDUCACIONAL A PARTIR DA LEI 10639/03. Padê: Estudos em filosofia, raça, gênero e direitos humanos, v. 1, n. 2, pp.33-51, 2008.

SILVA, Gizelda Costa da. O estudo da história e cultura afro-Brasileira no ensino fundamental: currículos, formação e prática docente. Uberlândia, 2011. 212p. Tese de Doutorado. PPGE –UFU.

SILVA, Vanessa Cristina Pacheco. O DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA NO BRASIL: ALGUMAS REFLEXÕES. Revista de História Bilros. História (s), Sociedade (s) e Cultura (s)., v. 2, n. 3, p. 153-166, 2015.

SOUZA, Eliane Almeida de. A Lei 10.639/2003 na formação de professores e o pertencimento étnico-racial em escolas públicas de Porto Alegre. Porto Alegre, 2009. 141f. Dissertação de Mestrado. PPGE – UFRS

SOUZA, Florentina da Silva; PEREIRA, Leticia Maria da Souza. Implementação da Lei 10.639/2003: mapeando embates e percalços. Educar em Revista, n. 47, pp. 51-65, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/aa.v0i57.21562

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


    Afro-Ásia. Salvador, Bahia, Brasil 0002-0591/1981-1411